A Igreja tem como principal missão evangelizar e não há evangelização sem comunicação. Pensando nisso a Igreja Católica realiza eventos que promovem o aperfeiçoamento de técnicas e a troca de experiências para quem atua com comunicação.

O Muticom, Multirão de Comunicação, é um desses exemplos que este ano chega a sua 11ª edição e será realizado entre os dia 18 à 21 de julho, na cidade de Goiânia (GO). Com o tema “Comunicação, Democracia e Responsabilidade Social” o evento é uma oportunidade para quem pesquisa, atua e desenvolve a comunicação na igreja

Esta comunicação promove o diálogo entre membros de pastorais, sacerdotes, diáconos e pesquisadores. Dom Edilson Nobre é bispo na Diocese de Oeiras e referencial para a comunicação no Regional Nordeste IV, segundo ele não basta apenas querer entrar numa pastoral da comunicação em uma paróquia. É necessário ter vontade de servir à Deus. “É importante assumir a condição de discípulo missionário. Depois disso, buscar a qualificação para melhor servir, utilizando os recursos e as técnicas da comunicação. Necessariamente, não tem que ser um profissional de comunicação”, afirma.  Ainda segundo Dom Edilson o Muticom é um dos vários eventos voltados especificamente para a comunicação. “Saliento ainda que além dos Mutirões nacionais de comunicação, acontecem periodicamente os mutirões em âmbitos regionais, diocesanos e paroquiais. São espaços oportunos de discussões e de partilhas que oportunizam os agentes comunicadores a alargarem seus horizontes de conhecimentos, para assim, poderem contribuir mais com a Igreja na sua ação evangelizadora”, conclui.

Dom Edilson Nobre. Bispo referencial da Pastoral da Comunicação no Regional NE IV.
Dom Edilson Nobre. Bispo referencial da Pastoral da Comunicação no Regional NE IV.

 

Hélder Felipe, que participa da Pastoral da Comunicação e também é assessor de imprensa da Diocese de Campo Maior, tem a comunicação como parte do seu dia a dia e entende a importância dessa atuação no meio da igreja. “Hoje os agentes da Pascom estão cada vez mais voltados para um dos nossos eixos: a formação. Mesmo a maioria de nós não termos cursado Comunicação Social nas universidades, nós procuramos estar antenados nas novidades que surgem, bem como na troca de experiências, e estudos sobre orientações, técnicas e documentos disponibilizados pela própria Igreja.  É preciso acompanhar essas novas práticas e estar cada vez mais aberto, pois só assim teremos uma Comunicação voltada para a Verdade e a Paz”, destaca Hélder que ver nesse momento, o Multicom, uma oportunidade de aprendizado.

Assim como em outras (arqui)dioceses, a Arquidiocese de Teresina desenvolve um trabalho constante de formação e espiritualidade, como pede o último Diretório de Comunicação desenvolvido pela CNBB, mais um instrumento de guia na Igreja. Segundo Cristiane Pinheiro, Coordenadora Arquidiocesana da Pastoral da Comunicação em Teresina, a Pascom é um elemento cada vez mais indispensável nas paróquias: “A PASCOM é a pastoral da acolhida e interação. É através da pascom que existe o auxílio para a paróquia e para outros grupos apresentarem o que fazem para a comunidade. O ganho para quem participa do Multicom está na oportunidade de trocar experiência, adquirindo e ensinando também, saindo abastecidos, por compartilhar dificuldades e exemplos. Quem participa não volta o mesmo! Volta mais animado, engajado, com muito mais vontade de fazer pela sua Igreja”, diz Cristiane.

Do Piauí sairá uma caravana que já está sendo organizada. A coordenadora arquidiocesana da Pastoral da Comunicação afirma que os interessados em fazer parte do grupo devem atentar-se para duas inscrições: “procurar um dos membros da Pascom arquidiocesano para mostrar interesse e ter acesso a ficha de inscrição. Esta deverá ser entregue na empesa responsável pela organização do pacote. Além do preenchimento dessa ficha o integrante que deseja fazer parte da caravana deve fazer a inscrição no site do Muticom http://muticom.com.br/  ” afirma a coordenadora.

Mais informações: (86) – 99417-9958 ou (86) 2106-2163

Por Daniel Carvalho