Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Fórum das Pastorais Sociais do Regional Nordeste 4 e o Fórum de Convivência com o Semiárido, vão realizar nos dias 05 e 06 de setembro de 2013, em Teresina – PI, o 19º Grito dos Excluídos – Juventude que ousa lutar constrói o projeto popular.

Neste ano de 2013, a 19° edição do Grito dos Excluídos, traz como temática a reflexão sobre a situação da Juventude, vítima de um sistema gerador de exclusão, discriminação, violência e extermínio juvenil.

Segundo os organizadores, os gritos são por humanidade, por dignidade e por respeito. “Queremos gritar por todas as pessoas excluídas do nosso país, sem acesso às políticas públicas, saúde, educação, moradia, transporte, água e alimentos de qualidade e em quantidade suficiente. Queremos pedir um basta à impunidade, à violência contra as mulheres e o fim de todo tipo de corrupção. Somos pessoas de direitos. Chega de morte! Viva a vida!”

O QUE É O GRITO?

O Grito das pessoas excluídas teve início no ano de 1995, como continuidade ao tema da Campanha da Fraternidade, que naquele ano refletiu a exclusão social no Brasil.

É uma iniciativa das Pastorais Sociais e CNBB em parceria com numerosas entidades, movimentos, associações e organizações de base. É realizado sempre na Semana da Pátria, pois revela uma nova concepção de patriotismo que vai se impondo a cada ano que passa. Ao lado de uma atitude passiva que se limita a assistir de camarote o desfile de soldados, armas e escolas, cresce a noção de participação ativa, não só enquanto questionamento diante dos rumos do país, mas, também como atuação propositiva em vista de uma sociedade justa, solidária e fraterna.

O Grito promove, nas ruas, praças e campos, o desfile dos excluídos. Pessoas que se sentem cada vez mais à margem dos destinos da nação, seja do ponto de vista econômico e político, seja do ponto de vista sócio-cultural.

PROGRAMAÇÃO

SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE A CONJUNTURA, O PAPEL DO ESTADO E DOS GOVERNOS E MARCHA PELA REFORMA AGRÁRIA

05/09

08h – Mesa Redonda: A Conjuntura Sócio-política e Econômica Brasileira e o Estado que temos e o Estado que queremos

10h30min – Mini-plenárias – Temas:

• A Política Agrícola e uma Justa Reforma Agrária – Local: INCRA / Coordenação: CPT, MST e FETAG.

• O Combate à Corrupção – Local: Centro Guadalupe / Coordenação: Força Tarefa Popular

• Um Projeto de Convivência com o Semiárido – Local: Centro Guadalupe / Coordenação: Fórum de Convivência com o Semiárido.

• Um Basta à Violência Contra Mulher e a Juventude – Local: Centro Comunitário – Paróquia da Vila Operária / Coordenação: Cáritas, Pastoral da Juventude e ANEL.

• Transporte e Moradia Urbana – Local: Centro Guadalupe Coordenação / CONLUTAS, Pastoral dos Migrantes e Comissão Direitos Humanos-OAB

12h30min – ALMOÇO

14h – Continuação das mini-plenárias para a construção do Documento Propositivo de cada temática

16h – Plenária de apresentação do Documento Propositivo de cada temática.

18h – Encerramento do seminário

19h às 22h – Apresentações culturais e sistematização da CARTA DO POVO DO PIAUÍ pela equipe de sistematização

MARCHA PELA REFORMA AGRÁRIA – 05/09

05h – Chegada e concentração no INCRA

CAMINHADA EM DEFESA DA VIDA, DOS POVOS, DAS TERRAS E DAS ÁGUAS DO PIAUÍ – 06/09

05h – Concentração e café comunitário no INCRA.

06h – Saída em Marcha pela Cidade

CONTATOS

CNBB – 3223 3079

Carlos – 8823 6761

Ir. Cirlene – 8821 6107

9816 4928