Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Aconteceu nos dias 02 a 04 de julho no Socopinho, Centro de Treinamento Pe. Tony Batista a XXV Assembleia de Pastoral do Regional NE4, que contou com a participação dos bispos das dioceses do Regional. Os 07 bispos presentes na Assembleia tiveram uma reunião com a Vice Governadora do estado do Piauí, Margareth Coelho, na residência episcopal do Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Furtado Brito, na oportunidade os bispos do regional expuseram as dificuldades vividas pela população de cada região abrangida pelas dioceses e se dispuseram a ajudar o poder publico no que for preciso para amenizar os problemas. O bispo da Diocese de Picos enfatizou que a região da sua diocese passa por problemas com a construção da transnordestina e pede que as autoridades publicas olhem com mais atenção para os moradores que moram perto da construção da ferrovia, pois de acordo com relatos dos moradores, ate o momento não receberam as indenizações e as novas casas que foram construídas, são de má qualidade.

A Assembleia teve início na tarde do dia 02 de julho de 2015 no Centro de Treinamento Pe. Tony Batista com a recepção e credenciamento, acolhida das pessoas que chegavam das diversas dioceses que compõem o regional. As 17h30min Dom Juarez presidiu a celebração eucarística e contou com a participação dos demais bispos do regional. Logo após foi servido o jantar.

A abertura oficial da Assembleia se deu ás 20h00min com as boas vindas e fala de acolhida feita pelo Padre Luiz Eduardo, secretário executivo da CNBB-NE IV e palavras de Dom Jacinto Brito, presidente do Regional NE4. Padre Luiz Eduardo iniciou a apresentação e convidou para comporem a mesa a nova presidência eleita na Assembleia Nacional da CNBB, Dom Jacinto, presidente do Regional NE4, Dom Juarez vice-presidente do Regional NE4, Dom Marcos Tavoni secretário Regional. Em princípio, apresentou o tema principal da assembleia, enfatizando sobre a inspiração catecumenal, onde se deve reaprender a doutrina e prática cristã. Com a palavra, Dom Jacinto saudou de modo particular Dom Miguel, todos os padres, diáconos, religiosos, leigos e leigas. Agradeceu, também, o empenho do secretário executivo, pois Demonstrou interesse em alavancar a catequese com iniciação á vida cristã e inspiração catecumenal. Na ocasião justifica a ausência de Dom Valdemir, Bispo de Floriano, por motivo de saúde.

A assembleia teve como tema central a iniciação à vida cristã de inspiração catecumenal que foi um tema abordado pelo assessor,Pe. Jordelio Ledo, da Diocese de Santo André  e ele pode passar para os participantes da assembleia a importância da catequese para a igreja pois é a partir da catequese ainda na fase de criança que as pessoas passam a se catequizar numa vida cristã. Para o assessor o fato do regional NE4  escolher esse tema esta em sintonia com a preocupação da igreja do Brasil desde o Documento de Aparecida vindo com o estudo 97 por fim o itinerário catequetico. De acordo com o Assessor a catequese é essencialmente uma ação pedagógica. Tem intenção educativa e desenvolve-se como processo educativo.  “O trabalho do catequista deve ser planejado. Importante haver a comissão de iniciação vida cristã para planejar a catequese, onde deve ser integrada e não fragmentada. Planejamento educativo contínuo, onde estão previstos todas as fases e os novos projetos em que vão ser inseridos os já iniciados. Sabemos atrair, mas não sabemos manter as pessoas na igreja. Se houver todo o processo planejado, as pessoas serão naturalmente inseridas”. Finaliza Pe. Jordelio

As dioceses durante a assembleia apresentaram a importância do dizimo como expressão de corresponsabilidade  dos fieis no que diz respeito a manutenção da igreja, na sustentação de seus ministros ordenados e de sua missão evangelizadora e social. No ultimo dia foi-se discutido a questão da redução da maioridade penal e para tratar desse assunto foi convidado Dr. Carlos Wagner, Juiz de Direito de Bom Jesus do Gurgueia e presidente da Comissão Arquidiocesana de Direitos Humanos. Em sua fala o Juiz mostrou que o projeto de lei que tramita no congresso nacional que trata da redução da maioridade penal é inconstitucional e mostrou o perfil das crianças infratores e constatou que o problema do pais não esta na forma de punição e sim na prevenção para que as crianças e adolescentes não venham a cometer infrações penais, “portanto o problema não esta na redução da maior idade penal e sim na educação, moradia, lazer que são oferecidos para as crianças e adolescentes”, Pontua o Juiz Carlos Wagner.

Dom João Cardoso, Bispo de São Raimundo Nonato, que participou da sua ultima Assembleia do Regional NE4, pois esta de partida para assumir a diocese de Bom Jesus da lapa(BA), apresentou a proposta da CNBB para reduzir ou ate mesmo erradicar a marginalidade que é o Ano da Paz, proposta essa que vai ate o natal de 2015 e que tem por finalidade propor a cultura da paz, da misericórdia, do perdão. Nessa abordagem, esta inserida a proposta do Ano da Paz, em que a Igreja no Brasil quer ajudar na superação das múltiplas formas de “violência que agridem a dignidade dos filhos e filhas de Deus e despertar para a convivência mais respeitosa e fraterna entre as pessoas” (CNBB, 2015: Texto Ano da Paz, n. 2).

Assembleia terminou ao meio dia do dia 04 de julho com uma celebrção eucaristica presedida pelo bispo de Bom Jesus, Dom Marcos Tavoni que fez a oração de envio. A final de celebração chamou todos os bispos presente na Assembleia para abençoar os participantes e convidar todos para a próxima assembleia do regional que será realizada nos dia 30 de junho a 02 de julho de 2016