Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Na manhã desta quinta-feira (06), na residência episcopal, a Arquidiocese de Teresina lançou o tema da Campanha da Fraternidade 2014.

Este ano, a campanha aborda o tema “Fraternidade e Trafico Humano” e o lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1).

De acordo com Dom Jacinto, arcebispo de Teresina, como esse tema é bastante delicado, a igreja já está preparada para enfrentar as reações que deverão surgir.

– A campanha deste ano vai incomodar, mas é para isso mesmo. Conversão sempre mexe com a nossa estrutura, pessoal e social. Não é de Admirar que ela incomode e possa até provocar reações negativas. A reação dirá a força da verdade que o tema suscita.

Dom Jacinto afirmou que o tema será amplamente abordado durante as homilias, missas, reuniões dos membros da igreja e sociedade para que sejam tomadas medidas práticas.

A auditora fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego, Flávia Lorena Lopes, apresentou vídeos e fotografias feitas durante a fiscalização e o combate ao trabalho escravo.

Lorena informou que a exploração não é mais exclusiva da zona rural e já invade as grandes cidades.

– A exploração do trabalho, infelizmente, está se espalhando por todo o país. Há trabalho escravo até em grandes empresas de confecções. São patrões que ‘tiram o couro’ dos trabalhadores, tiram tudo, inclusive a dignidade. Quando falamos em trabalho escravos, vemos que a constituição está sendo rasgada. Não há respeito” disse a auditora.

Ainda estiveram presentes o vigário geral de Teresina, padre Tony Batista e as vereadoras Teresa Britto e Cida Santiago.