Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Cristãos leigos e leigas,  sal da terra e luz no mundo, na Igreja e na sociedade, são convidados a vivenciarem em 2018 o Ano Nacional do Laicato. Para difundir os trabalhos realizados na Arquidiocese de Teresina, existe uma comissão composta por representantes de pastorais, movimentos e categorias, além de profissionais de diferentes setores da sociedade. O grupo se reuniu no último domingo (25), no Auditório Dom Sérgio da Rocha, no Centro Pastoral Paulo VI. O momento contou ainda com a presença do Arcebispo Dom Jacinto Brito.

O Conselho é presidido por Albertina Gonçalves, que explica que essa estrutura é formada por uma diretoria composta por 6 integrantes e 3 conselheiros fiscais, e conta ainda com a participação de um colegiado de representantes de paróquias e segmentos sociais. “O Laicato é um organismo de articulação, motivação e organização dos leigos na Arquidiocese com a finalidade de trabalhar quatro pilares de fortalecimento que são a identidade, espiritualidade, missão e vocação. Temos a missão de estimular os leigos para a transformação da sociedade”, explicou a presidente.

Entre as diversas categorias que tem assento no Conselho Nacional do Laicato do Brasil – Regional Nordeste IV, que responde pelo Piauí, está a Política que é representada pela vereadora Cida Santiago (PHS). “Os nossos leigos e leigas precisam cada vez mais estar inseridos dentro de todos os espaços da vida profissional. Sabemos que não só na política, mas também na educação e na saúde e em vários outros espaços, pois o cristão leigo precisa estar ciente de que o seu papel é ser presença não só dentro da Igreja , mas em todos os ambientes formados pela sociedade em geral”, falou a vereadora.

As atividades que vem sendo praticadas foram citadas pelo arcebispo metropolitano, Dom Jacinto de Brito. “Foi dado mais atenção ao conselho que já existia e para contar com mais participações, ampliamos, com a presença de diversos setores da sociedade. Essa foi a primeira providência. Ainda serão oferecidas formações nas foranias da Arquidiocese sobre a vida e missão dos leigos. Temos a escola que já está funcionando uma vez por mês durante o domingo. Ainda teremos a realização de seminários e simpósios” finalizou Dom Jacinto.

Por Abiné Júnior – Pascom