Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Nos dias 03 e 04 de julho o clero da Diocese de Parnaíba se reuniu para organizar o ano da misericórdia na Diocese e nas paroquias e aproveitando a oportunidade o clero aproveitou para estudar o documento “misericordiae vultus” que em uma de suas passagens o Papa Francisco relata que Jesus Cristo é o rosto da misericórdia do Pai. O mistério da fé cristã parece encontrar nestas palavras a sua síntese. Tal misericórdia tornou-se viva, visível e atingiu o seu clímax em Jesus de Nazaré. O Pai, « rico em misericórdia » (Ef 2, 4), depois de ter revelado o seu nome a Moisés como « Deus misericordioso e clemente, vagaroso na ira, cheio de bondade e fidelidade » (Ex 34, 6), não cessou de dar a conhecer, de vários modos e em muitos momentos da história, a sua natureza divina. Na « plenitude do tempo » (Gl 4, 4), quando tudo estava pronto segundo o seu plano de salvação, mandou o seu Filho, nascido da Virgem Maria, para nos revelar, de modo definitivo, o seu amor. Quem O vê, vê o Pai (cf. Jo 14, 9). Com a sua palavra, os seus gestos e toda a sua pessoa,[1] Jesus de Nazaré revela a misericórdia de Deus.

Precisamos sempre de contemplar o mistério da misericórdia. É fonte de alegria, serenidade e paz. É condição da nossa salvação. Misericórdia: é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia: é o acto último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia: é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia: é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado.

Em um almoço festivo a Diocese de Parnaíba comemorou o dia do padre. Neste mesmo dia aconteceu a ordenação do Pe. Jeremias de Oliveira Lima na Catedral que estava superlotada com a presença dos paroquianos e as mais diversas representações da igreja. Após a celebração litúrgica aconteceu  na frente da Igreja Catedral uma confraternização com todos os presentes. Foi a comunidade Face de Cristo que ofereceu com os demais novas comunidades esta confraternização.

jeremias1 jeremias2 jeremias3 jeremias4 jeremias6