Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O papa Francisco nomeou, nesta quarta-feira, 13 de julho, dom Aloísio Alberto Dilli (à esquerda na foto) como bispo da diocese de Santa Cruz do Sul (RS), e dom Francisco de Assis Dantas de Lucena (à direita) como bispo da diocese de Nazaré (PE).

Neste ato, dom Aloísio foi transferido da sede episcopal de Uruguaiana (RS). Dom Francisco, por sua vez, da diocese de Guarabira (PB).

Trajetórias

Dom Aloísio Alberto Dilli é natural de  Boa Vista (RS). Fez sua profissão religiosa na Ordem dos Frades Menores em outubro de 1975. Sua ordenação presbiteral foi em Poço das Antas (RS), em  janeiro de 1977. Na mesma cidade foi ordenado bispo, em setembro de 2007.

Dom Alberto Dilli cursou Filosofia na Faculdade Nossa Senhora da Conceição, em Viamão (RS), e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Possui mestrado em Liturgia, pelo Pontifício Instituto Litúrgico Santo Anselmo, em Roma. Atualmente, é membro da Comissão Episcopal para os Textos Litúrgicos (Cetel).

Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena é natural de Jardim do Seridó (RN). Sua ordenação presbiteral foi  julho de 1991, em Caicó (RN), mesmo local onde foi ordenado bispo em agosto de 2008.

Formado em Filosofia e Teologia pelo Seminário Arquidiocesano de São José (RJ), dom Lucena tem especialização em Linguística e Ensino da Língua Materna pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

No regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Francisco foi moderador do Tribunal Eclesiástico, coordenador da Equipe Permanente de Campanhas, membro do Conselho Econômico do Conselho Episcopal, bispo referencial da Cáritas, secretário regional. Foi também membro efetivo da Comissão dos Tribunais Eclesiásticos de Segunda Instância da CNBB.