Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Pastoral da Pessoa Idosa completa este mês 10 anos de missão no Brasil, e promove comemorações por todo o país. No Piauí, a pastoral atua há 8 anos e comemora os resultados da missão de acolher os ‘pequeninos’.

Formada por voluntários, a Pastoral reúne-se nas paróquias e realiza capacitações. Estes missionários saem em visitas domiciliares nas comunidades, sobretudo na casa de idosos que estão abandonados, como explica Marconi Dias Filho, coordenador arquidiocesano da Pastoral da Pessoa Idosa.

“Nossa principal atividade é acolher os pequeninos. Nada mais pequenino do que um idoso, que está em sua casa acamado, sem fazer nenhuma atividade, muitas vezes, até sem caminhar. A pastoral, através dos seus voluntários, que recebem capacitações, acolhe todas as pessoas com mais de 60 anos, mas o nosso principal objetivo é atender aqueles que estão abandonados pela sociedade, família e até mesmo a igreja”, observa Marconi.

Segundo o coordenador, a Igreja tem a obrigação de procurar estes idosos, já que eles um dia vivenciaram os ensinamentos da Igreja. Assim, a pastoral trabalha com o intuito de reestabelecer os vínculos e resgatar os idosos.

“A Pastoral surgiu a partir de uma reflexão feita pela CNBB, onde verificou a necessidade de resgatar os idosos que estão abandonados e, por isso, os procura para realizar este trabalho. Em nossas visitas levamos a palavra de Deus, ouvimos os idosos. É ainda uma oportunidade de sermos um elo entre eles, a sociedade, a Igreja e a família. Imbuídos do Espirito Santo de Deus realizamos com muito amor esta missão”, finaliza.