A comunidade da Paróquia São Sebastião (Forania Sudeste) recebeu formação com abordagem voltada para a temática da Campanha da Fraternidade 2018: Fraternidade e superação da violência, e lema Em Cristo somos todos irmãos (Mt 23,8). O momento realizado no último domingo (25) foi um anseio daqueles que integram a paróquia. Participaram do encontro agentes de pastoral, representantes do grupo do Terço dos Homens, catequistas e ministros da Palavra.

De acordo com Socorro Oliveira que coordena a pastoral em parceria com o esposo, Professor Alborino Teixeira, o principal objetivo da iniciativa é evangelizar. “Isso acontece em sintonia com o tempo da Quaresma e constitui um espaço privilegiado de formação dentro da motivação proposta para cada ano”, explica.

Ainda segundo ela “na defesa de uma vida segura e saudável, o empenho de solidariedade é fundamental. Todas as forças da sociedade devem ser canalizadas em benefício da saúde e de uma vida mais segura. Há o papel imprescindível do Estado, da Igreja e de cada cidadão, cada um a seu modo trabalhando pela qualidade de vida das pessoas. A segurança deve ser uma realidade concreta para as pessoas para que a vida seja plenamente vivida em todas as suas dimensões, tanto em âmbito pessoal como social. Por isso, a Campanha da Fraternidade quer ser um sinal de esperança para o povo brasileiro, superando as fraquezas e valorizando a garantia da vida no todo”, defende.

2018-03-01-PHOTO-00000116

A programação teve início às 9h na sede da Igreja com uma mística. Depois foi aplicado o método da CF que é o ‘ver, agir e julgar’ e após houve uma ampla discussão em torno da temática, onde foram elaboradas “pistas de ações de acordo com as necessidades da comunidade”, disse Socorro.

O momento de formação ofertou à comunidade presente o estudo do texto-base da CF. Cerca de 40 pessoas participaram do encontro que teve ainda representantes da Área Pastoral Paulo VI. Após um almoço partilhado, o momento foi encerrado com animação da equipe de formadores que já divulgou a data do próximo momento de formação.

“Será dia 15 de abril (domingo) no Parque Universitário. A temática a ser abordada ainda será definida mediante consulta junto à comunidade que irá sediar a formação”, explica.

A coordenadora da Pastoral do Migrante ainda valorizou as reflexões que foram compartilhadas no momento formativo, afirmando que, na maioria das vezes, falta o acompanhamento da comunidade organizada, a participação nos conselhos ligados à segurança, policiando o destino do dinheiro público destinado para essa área. “Para isso é importante a consciência crítica das pessoas cobrando aquilo que é de direito. Só assim teremos uma realidade nova e mais humana. Promovemos esse momento formativo sobre a Campanha da Fraternidade, porque, de acordo com nossa Igreja, a CF é momento de reflexão e conscientização sobre o que está acontecendo em nossa sociedade, em especial esse ano, na área da segurança pública”, diz finalizando.

Telefone para mais informações sobre os trabalhos da Pastoral: (86) 2116-2171.

Por Vera Alice Brandão -Arquidiocese de Teresina