Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

A Pastoral Familiar da Arquidiocese de Teresina promoveu no último final de semana, a terceira edição da Romaria da Família. Com o tema: “Família, uma luz para a vida em sociedade”, agentes da pastoral de todas as dez foranias da Arquidiocese participaram de  uma Vigília no Santuário de Santa Cruz dos Milagres, que iniciou na noite de sábado (12) e seguiu pela madrugada, finalizando na manhã do domingo (13) com a Santa Missa.

A noite iniciou com show e pregação do cantor Ulisses Lima, de Brasília. O artista católico animou as centenas de famílias presentes no maior Santuário do estado e testemunhou através de relatos a certeza da presença, na vida dele, do Deus que nunca falha.

Pelas mãos do padre Gonçalo Teixeira, coordenador arquidiocesano de pastoral, o Santíssimo Sacramento foi conduzido ao altar e a programação seguiu com momentos de reflexão e adoração conduzidos por Roberto Reis, coordenador do grupo de oração do Santuário São Francisco de Assis, Família Cenáculo. “Deixa o Senhor falar intimamente em teu coração. O chamado de Deus capacita, forma e providencia para que a missão aconteça”, orientou o pregador.

Era por volta de meia noite quando o seminarista Francisco Ramires falou aos romeiros sobre a Lectio Divina, o hino à caridade. Com uma dinâmica que incluía oração, cantos e reflexão, o momento encerrou com um lucernário, em que dez famílias depositaram na escadaria do altar do Santuário, lâmpadas de óleo e, em seguida, cada uma proferiu um versículo do hino à caridade.

Após o lucernário, foi a vez do assessor nacional da Pastoral Familiar, padre Jorge Alves Filho orientar as famílias sobre a temática do encontro: Família, uma luz para a vida em sociedade. Segundo ele, para as famílias serem cada vez mais unidas, é necessário estarem, em primeiro lugar, unidas a Cristo. “Cristo quer estar unido a nós e quer a nossa salvação. Para isso, a oração precisa fazer parte da rotina diária da família. Família que reza unida, permanece unida”, pontuou.

Padre Jorge afirmou ainda que só pode levar Deus aos outros, quem tem a experiência de Deus. “Não adianta ir à missa se a sua casa não for também um lugar de oração. É preciso fazer da nossa casa uma igreja doméstica”, orientou ele.

Um dos momentos mais emocionantes da noite foi durante a pregação do casal Francisco Pinheiro e Adriana Silva, que integram a comissão arquidiocesana da Pastoral Familiar. Entoados pelo canto de consagração à Nossa Senhora, a imagem da padroeira do Brasil foi levada ao altar, cobrindo e abençoando todas as famílias presentes no santuário, com um manto azul de 20 metros de cada lado.

Durante toda a Romaria, havia padres disponíveis para confissão e casais para realizar aconselhamento familiar. A noite foi animada pelo Ministério de Música Amar e Servir e seguiu com testemunhos e orações até às cinco horas da manhã, quando iniciou a santa missa de envio dos romeiros e das famílias. A Celebração foi presidida pelo padre Francisco dos Santos, da Arquidiocese de Santo Amaro, em São Paulo e concelebrada por padres e diáconos da Arquidiocese de Teresina. A Romaria da família abriu a programação pelas festividades alusivas à Semana Nacional da Família, que segue até o dia 19 de agosto.

Para o casal coordenador da Pastoral Familiar na Arquidiocese, Eduardo e Edileusa Medeiros, a Romaria da Família foi um momento de graça e proporcionou às famílias presentes, viver uma experiência rica de oração, louvor e contemplação ao Senhor. “Foram momentos que nos fazem ter a certeza de que as famílias sairão daqui agraciadas. Destaco como principais frutos da vigília, a perseverança na oração e a dedicação cada vez maior das famílias à obra do Pai”, afirmou Eduardo

Fonte: Setor de Comunicação da Arquidiocese de Teresina