Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

CAMPANHA
“É TEMPO DE CUIDAR”
Orientações às Equipes Diocesanas
e Comitês municipais nas Paróquias

Os Bispos do Piauí, atentos aos clamores do povo de Deus em situação de
vulnerabilidade por consequência dos problemas sociais agravados pela pandemia da covid19, decidem fortalecer e lançar mais uma etapa da campanha “É TEMPO DE CUIDAR”.
Provocados pela mobilização do Pacto pela Vida e pelo Brasil, em nosso regional,
reafirmamos nosso compromisso na missão de pastores, em defesa da dignidade da vida em
sua integralidade.

A Campanha É TEMPO DE CUIDAR foi lançada em nível nacional pela CNBB e
Cáritas Brasileira em 2020, motivada pelas consequências da pandemia no País. A campanha
acontecerá em várias etapas, observadas as demandas da realidade no âmbito de cada Igreja
particular ou em níveis regional e nacional da CNBB, sempre que possível ampliar as
mobilizações, de maneira a se configurar uma ação permanente enquanto durar a pandemia,
com coleta e distribuição de alimentos, kits de higiene e limpeza e EPIs, alcançando
especialmente as famílias em situação de extrema pobreza.

Orientação permanente que perpassa todas as ações da Campanha

Alertar o povo, de modo persistente, para o uso permanente e adequado de máscaras,
fora de sua residência ou ao receber, excepcionalmente, pessoas em casa; redobrada
higienização das mãos e de todo o corpo com água e sabão; utilização de álcool em gel 70% –
na ausência de água e sabão; evitar aglomeração e manter o máximo possível o isolamento
social, só sair de casa por necessidade (“Cancele a COVID, antes que a COVID cancele
você” – Campanha realizada pela organização dos médicos de São Paulo).

Esta etapa da campanha É TEMPO DE CUIDAR no Piauí

A Campanha acontecerá em todo o Estado, com a conquista de estrutura e
operacionalidade no âmbito do município. Sugere-se que a Diocese com suas Paróquias,
mobilizem seus potenciais de pastorais sociais: Cáritas, CPT, Juventude, Pastoral da Criança,
Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral Carcerária, Pastoral da Saúde, Pastoral Familiar e outras,
para constituição do Comitê Municipal da Campanha É TEMPO DE CUIDAR.
O Comitê deve mobilizar e inserir outras forças no município: Movimentos Sociais,
Empresas, poder público – Assistência Social – CRAS, Clubes de Serviço e outros.

Objetivo

Coletar a maior quantidade possível de alimentos, Kits de higiene, limpeza e EPIs no âmbito
municipal e distribuir às famílias em extrema pobreza, sobretudo as que estão impossibilitas
do isolamento em casa, tendo que sair em função do próprio sustento.
Operacionalidade

1. A Campanha tem início no âmbito da Igreja a partir de 10/04/2021, quando os Bispos
do Piauí, além de outros representantes das Dioceses se reuniram para deliberar sobre
esta. Está agendado um lançamento para a imprensa de todo o Estado para o dia 21/04,
às 11h30min;

2. A coleta e distribuição das doações devem acontecer durante todo o período da páscoa
e o dia “D” da campanha, compreendido como o dia forte, culminância, com mais
esforços para a doação, deve ser planejado e mobilizado para o dia 03 de junho,
solenidade de Corpus Crhisti – “Pão em todas as mesas”, em consonância com o
Congresso Nacional Eucarístico, de Recife – 2022;

3. O Comitê Municipal da Campanha É TEMPO DE CUIDAR deve definir e apresentar
à comunidade, com a brevidade possível, os locais de coleta, com os devidos horários
de funcionamento;

4. Mobilizar, inscrever e organizar, em escala, grupos de voluntários e voluntárias com
as devidas regras de contingência da pandemia, para montagem e distribuição das
cestas. Deliberar no comitê como garantir os EPIs em quantidade necessária para as
horas de trabalho e quantidade de voluntários/as;

5. Assegurar, com o conjunto das parcerias no comitê, o peso médio das cestas,
sugerimos em torno de 15 quilos, o tipo e quantidade de embalagens necessárias a
demanda que for surgindo;

6. Assegurar com o conjunto de organizações parceiras os transportes necessários à
distribuição de cestas na periferia e comunidades rurais;

7. Solicitar ao CRAS do município a lista do CADÚNICO, especialmente para a entrega
das cestas doadas pelo Estado, observada a forma de evidências que serão exigidas
pelo Estado. De qualquer forma, o Comitê deve atentar para a extrema necessidade;

8. Orienta-se cuidado dos comitês, com toda serenidade e sabedoria, não permitir
utilização partidária dos donativos da campanha;

9. Alimentar o sistema nacional de informação da CNBB / Cáritas Brasileira quanto aos
avanços da campanha É TEMPO DE CUIDAR.
Reforço

10. Por provocação da mobilização do Pacto pela Vida e pelo Brasil no Piauí, quanto ao
papel do Estado e da gestão pública como ação prioritária nas situações de
calamidade, o Estado se comprometeu em contribuir na campanha, com um sinal de
30 mil cestas, através de cartão alimentação, valor a definir pelos órgãos de gestão.
Porém, ATENÇÃO: pelo regramento de transferência de recursos públicos às

organizações não governamentais, o Governo não poderá direcionar
automaticamente essa totalidade para uma única instituição, neste caso Igreja
Católica, mas abrir o acesso caso outras instituições se manifestem pela participação
na distribuição. O importante para a CNBB e o Pacto, é que essa solicitação tenha
resposta positiva e chegue a este número de famílias em extrema situação de pobreza
por várias regiões do Estado.
Comunicação

11. O Estado também se comprometeu a apoiar, em caráter de parceria, à Campanha É
TEMPO DE CUIDAR com o necessário suporte de mídia através de rádio, tv, redes
sociais e material gráfico, que mobilize a diversidade de instituições e pessoas
sensíveis a causa da fome no Estado, para o melhor êxito da campanha. Ainda assim,
os comitês precisam prover as formas de comunicação no âmbito do município para a
melhor fluidez possível da informação.

Feitas estas considerações, acreditamos na sensibilidade de todas as pessoas para o
socorro ao irmão e irmã que sofrem necessidades básicas com suas famílias, ao tempo em que
alimentamos a firme esperança ativa de que na superação da grave crise sanitária e social que
estamos vivendo, saiamos todos nós seres humanos melhores e mais sintonizados no cuidado
com a vida no planeta; que gestores/as públicos e parlamentares em todos os níveis, estejam,
desde hoje, empenhados/as em políticas públicas efetivas de reparação e promoção de uma
nova relação com a vida.

ORIENTAÇÕES PARA A CAMPANHA É TEMPO DE CUIDAR NAS DIOCESES DO PIAUÍ

Teresina – PI, 10 de abril de 2021.
Dom Juarez Sousa da Silva
Bispo da Diocese de Parnaíba
Presidente do Regional Nordeste 4 da CNBB