Encerrou, no último sábado, dia 22 de julho, o 15º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s), em Rondonópolis-MT. O encontro abordou o tema “CEB’s – Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas”; e o lema “Vejam vou criar um novo céu e uma nova terra” (Is 65,17). Uma caravana com 46 representantes das CEB’s Regional Nordeste 4 e o bispo de Floriano, dom Edivalter Andrade, participaram das atividades.

“A delegação do Regional Nordeste 4 participa deste 15º Intereclesial com muita animação e muito entusiasmo. As comunidades de base do Piauí vieram com grande expectativa, esperançosas para que possamos sair daqui mais fortalecidos, na direção de uma igreja viva, em saída, na busca de vida plena para todos”, destacou a coordenadora das CEBs no Regional Nordeste 4, Ana Café.

O Intereclesial é espaço de escuta das comunidades e que busca, à luz da Palavra de Deus e do magistério da Igreja, olhar para a realidade social e eclesial e assumir compromissos que transformem e atualizem a vitalidade da missão da Igreja nas comunidades rurais, nas cidades, nos centros urbanos e nas periferias.

Confira o que disse dom Edivalter sobre o 15º Intereclesial

O 15 Intereclesial foi um especial momento de escuta neste tempo em que toda a Igreja está convocada pelo Papa Francisco a percorrer o caminho rumo ao Sínodo que será celebrado em outubro deste ano. Em sintonia com os constantes apelos do Papa Francisco para aprofundarmos a vocação e a missão da Igreja e nos comprometermos com uma Igreja em saída e em estado permanente de missão, os participantes do 15 Intereclesial refletiram sobre o tema “CEB’s – Igreja em saída na busca da vida plena para todos e todas”; e o lema; “Vejam vou criar um novo céu e uma nova terra” (Is 65,17).

Além da experiência de sinodalidade, o Intereclesial nos colocou em contato com a realidade sofrida, mas cheia de esperança, dos povos indígenas, dos negros, das mulheres do campo e da cidade, da juventude, dos migrantes e de todas as pessoas que estão lutando por um outro mundo possível. O Intereclesial é uma grande expressão da Igreja, que, a partir do Vaticano II, iluminada pelo Espírito Santo, compreendeu que “as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias [do nosso povo] de hoje, sobretudo dos pobres e de todos aqueles que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo; e não há realidade alguma verdadeiramente humana que não encontre eco no seu coração” (GS1).

Por isso, o Intereclesial é lugar privilegiado de escuta dos clamores de nossa gente e de reavivar nossas esperanças que são fortalecidas pelo testemunho dos que, nutridos pela fé, estão perseverando na luta e conquistando seus direitos. Nós, bispos, que estivemos no 15 Intereclesial, partilhamos com todos os irmãos do episcopado a convicção de que as nossas Comunidades Eclesiais de Base são indispensáveis na Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil que tem se esforçado para implementar o projeto  de Iniciação à Vida Cristã e formar discípulos missionários de Jesus em comunidades comprometidas com a vida plena para todos e todas.