Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

 

Uma Missa celebrada na Catedral de Santo Antônio (Campo Maior-PI) na manhã desta segunda, dia 14 de junho, marcou as comemorações pelo centenário de Dom Abel Alonso Núñez, primeiro bispo da Diocese de Campo Maior. A celebração foi presidida por Dom Francisco de Assis, atual bispo diocesano, e concelebrada por Dom Juarez Sousa, bispo de Parnaíba-PI, bem como pelo clero.

Em sua fala inicial, Dom Francisco agradeceu por todo o legado deixado: “Damos graças a Deus pelo pastoreio dele durante 24 anos nestas terras missionárias da Diocese de Campo Maior. Graças a Deus pelo seu trabalho, pelas vocações sacerdotais. Ele deu a diocese os primeiros padres. Ele estruturou a diocese para o tempo de hoje e ele cuidou dos pobres, dos doentes, com um amor especial por algumas comunidades que expressavam uma maior vulnerabilidade”, afirmou.

centenario-dom-abel-2021-2

A homilia foi preferida pelo pároco da Igreja de Nossa Senhora do Rosário de José de Freitas-PI, Monsenhor Paulo Mateus. Segundo ele, devemos ser gratos ao trabalho deixado pelo primeiro bispo, e deu seu testemunho: “Sou muito grato pelo que Dom Abel fez, não somente por mim, mas por todos aqueles que batiam em sua porta. (…) Hoje sou padre, sou sacerdote, graças a Deus e a Dom Abel que depositou a sua confiança na minha pessoa. Que Deus no Seu amor, na Sua Bondade e Sua misericórdia possa estar participando do convívio e da comunhão dos Santos”, disse.

Algumas crianças representando o Lar da Criança Dom Abel participaram da celebração realizando preces e realizaram uma apresentação teatral em homenagem ao centerário do primeiro bispo. Ao final, o coral cantou o hino pelos 100 anos de nascimento de Dom Abel, de composição do seminarista Gean Medeiros.

centenario-dom-abel-2021-4

 

Biografia de Dom Abel

 

Dom Abel, o homem que amava Campo Maior, nasceu na cidade de Riós, município raiano da Espanha na província de Ourense, em 14 de Junho de 1921. Foi ordenado sacerdote em 1945 e eleito o primeiro Bispo de Campo Maior em 24 de Março de 1976, tomando posse em 12 de junho de 1976.

Em 02 de Fevereiro de 2000 veio a se aposentar, passando os afazeres da Sé para Dom Eduardo Zielski. Quando passou o mandato para Dom Eduardo, ele poderia ter deixado a cidade, mas optou por continuar morando na cidade que tanto amou e lhe acolheu, Campo Maior, permanecendo até a sua morte em 08 de Março de 2003.

centenario-dom-abel-2021-3

Dom Abel era membro da Ordem de Nossa Senhora das Mercês, fundada em 1223 por São Pedro Nolasco por ordem da Santíssima Virgem, que a ele revelou-se em sonhos, mostrando a grande satisfação pelo bem que fizera aos cativos. Ele ajudou a construir muitas igrejas, na cidade e em quase todos os municípios da Diocese e fundou um centro de fisioterapia.

Também colaborou na criação do Lar da Criança que atende atualmente mais de 200 crianças carentes oferecendo educação formal (infantil ao quinto ano do ensino fundamental), aulas de música, computação, coral, educação para o trânsito, reforço, lancham e repousam, sendo assistida em tempo integral. A entidade, com muito esforço e dedicação, conseguiu destaque na provinha Brasil obtendo a média 5, nível de alfabetização excelente, e nos últimos 3 anos. E é nesse regime integral que o aluno é inserido no Lar, chegando na escola às 7h e saindo às 17h. As crianças estudam. O objetivo da entidade é atender crianças carentes preparando-as para a vida.

Durante todo o mandato de Dom Abel, em toda missa especial que celebrava, ele fazia questão que encerrasse com o Hino do Padroeiro Santo Antônio.

 

Reportagem: Helder Felipe  – Setor Diocesano de Comunicação