O arcebispo eleito de Olinda e Recife e 2º vice presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) dom Paulo Jackson Nóbrega de Sousa, participou do 4º Nordestão de Catequese, em Teresina-PI. O evento aconteceu de 21 a 23 de julho e teve como tema ‘Catequese a serviço da iniciação à vida cristã numa igreja sinodal’ e lema ‘Lançai vossas redes para a pesca’ (Lc 5,4).

“O 4º Nordestão de Catequese instiga nossos corações a sonharmos com um novo jeito de pensar a iniciação à vida cristã, a partir de uma catequese pneumatológica, ou seja, fundamentada no Espírito Santo. Esta experiência vai ajudar a Igreja a encontrar os caminhos para retomar a sua missão, repleta de entusiasmo missionário e vigor pastoral”, disse.

Dom Paulo Jackson falou também sobre a instituição do ministério do catequista, pelo Papa Francisco, motivada por uma urgente necessidade de evangelização no mundo contemporâneo: “A catequese é um ministério da Igreja, portanto, o catequista é um vocacionado, alguém que é chamado a servir. O Papa Francisco tem dado visibilidade a esse ministério. Não se trata apenas de transmitir conteúdo, mas ser iniciado nos mistérios da fé, de ajudar outras pessoas e fazerem a experiência do encontro pessoal e íntimo com Jesus Cristo”, explicou.

Ainda de acordo com o arcebispo, a proposta de evangelização do Papa Francisco está vinculada a uma perspectiva sinodal marcada pela comunhão, participação e missionariedade: “É preciso criar processos sinodais de afetividade e buscar uma espiritualidade capaz de conduzir e orientar a vida dos membros da comunidade para um compromisso pautado nos valores do Evangelho e na tradição da Igreja. Além disso, é necessário propor a catequese como ação pastoral prioritária a fim de pensar em um caminho de crescimento na fé e de construção da identidade cristã”, destacou.