A Arquidiocese de Teresina viverá um momento histórico nesta sexta-feira, dia 15 de setembro, durante a festa da Padroeira Nossa Senhora das Dores. O arcebispo metropolitano, dom Juarez Marques, receberá a imposição do pálio arquiepiscopal das mãos do representante do Papa no Brasil, o núncio apostólico dom Giambattista Diquattro. A celebração eucarística terá início às 19h na catedral de Teresina, localizada na Praça Saraiva, Centro da capital.

Dom Juarez Marques Sousa da Silva, arcebispo metropolitano de Teresina e presidente do Regional Nordeste 4 da CNBB. (Foto: Ryan Andrade)
Dom Juarez Marques Sousa da Silva, arcebispo metropolitano de Teresina e presidente do Regional Nordeste 4 da CNBB. (Foto: Ryan Andrade)

Abençoado e entregue a dom Juarez pelo papa Francisco, na solenidade de São Pedro e São Paulo realizada no último 29 de junho no Vaticano, o pálio arquiepiscopal é um símbolo marcante da missão pastoral do bispo. A insígnia é uma vestimenta litúrgica formada por uma faixa de lã branca (em formato de “Y”) com seis cruzes pretas de seda, símbolo da vocação de pastor do rebanho de Cristo, usada em sinal de comunhão com papa, sucessor do apóstolo Pedro. Dentro do rito da imposição, dom Juarez Marques fará sua profissão de fé e o juramento de fidelidade, intimamente ligado ao juramento de lealdade ao papa e seus sucessores.

Empossado no dia 25 de fevereiro de 2023, dom Juarez Marques é o primeiro piauiense a assumir a sede metropolitana da Igreja Católica no Piauí. Para ele, este dia histórico representa, sobretudo, a responsabilidade em presidir a Arquidiocese de Teresina e cuidar com amor e sabedoria do rebanho que Deus o confiou.

“O Pálio que irei receber é um símbolo pastoral e nele contém o cuidado do Bom Pastor com todos nós. E esse Bom Pastor com o qual nós somos configurados para o cuidado do rebanho do Senhor. Ele simboliza também e nos remete para comunhão com o Santo Padre, o Papa Francisco, além da unidade em nossa província eclesiástica em nossas oito dioceses do Piauí. Todos são convidados a participar desse momento de fé, de unção, de impulso missionário e pastoral”, disse.

Todos os bispos da Província Eclesiástica de Teresina, o clero, seminaristas, religiosos e religiosas, agentes de pastorais, movimentos, setores e grupos arquidiocesanos, leigos e leigas, além de autoridades civis são aguardados na cerimônia.

Para o vigário geral da Arquidiocese de Teresina, Padre Tony Batista, é momento de festa e muita alegria. “Queria só lembrá-los o que diz a nossa fé. Onde está Pedro, está a Igreja. Onde está Francisco, está Pedro também. E no nosso Brasil, onde está o Núncio Apostólico, está Francisco. Então nós temos a grande alegria de recebê-lo nesta sexta-feira para participar da missa solene na catedral de Nossa Senhora das Dores no encerramento da festa da nossa padroeira, quando ele fará a imposição do Pálio ao nosso arcebispo dom Juarez”, destaca o padre.

Fonte: arquidiocese de Teresina