Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Levando em conta as medidas preventivas de combate a pandemia do coronavírus (COVID-19),
determinadas pelo Ministério da Saúde, bem como, as orientações litúrgicas feitas pela
Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos e pela Conferência Nacional dos
Bispos do Brasil (CNBB), orientamos:

1. Procissão de Passos – Fica transferida para o dia 14 de setembro, Festa da Exaltação da
Santa Cruz. Na ocasião, a procissão será seguida da Missa com o beijo da Cruz e a Coleta para
os Lugares Santos;

2. Domingo de Ramos – Não haverá procissão antes da Missa. A Coleta da Solidariedade
(Campanha da Fraternidade 2020), fica transferida para os dias 14 e 15 de novembro, Dia Mundial
dos Pobres;

3. Missa do Crisma – Fica transferida para o dia 04 de agosto, às 19 horas, para facilitar a
participação dos fiéis que trabalham durante o dia;

4. Quinta-feira Santa – Na Missa da Ceia do Senhor sejam omitidos o lava-pés e a procissão com
o Santíssimo após a comunhão;

5. Sexta-feira Santa – No momento da Solene Ação Litúrgica da Paixão e Morte de Nosso Senhor
Jesus Cristo, na Oração Universal, seja acrescentada uma intenção especial pelas pessoas que
se encontram em situação de perda, de doentes e falecidos, vítimas do novo coronavírus. O ato
de adoração através do beijo da cruz seja feito apenas pelo celebrante principal;

6. Vigília Pascal – Omita-se a bênção do fogo na fogueira fora da igreja. O Círio Pascal deve ser
preparado e aceso no interior do templo, seguido das aclamações “Eis a Luz de Cristo!’’,
continuando o ato litúrgico como de costume. Na celebração não haverá batismo, permanecendo
apenas a renovação das promessas batismais;

OBS: As celebrações da Semana Santa de 2020 sejam realizadas apenas na Igreja Catedral e
nas igrejas paroquiais, inclusive nas sedes das áreas pastorais, sem a participação presencial dos
fiéis. Na medida do possível, as celebrações sejam transmitidas pelos meios de comunicação,
para facilitar a participação dos fiéis em suas casas.
Na certeza de sermos compreendidos pelos padres e pelo povo em geral, fazemos votos de uma
abençoada Semana Santa.