Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

O Fórum Regional de Pastorais Sociais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Regional Nordeste 4 mobiliza o 28º Grito dos Excluídos, que acontecerá neta quarta-feira, dia 07 de setembro, durante as comemorações pelo Bicentenário da Independência.

Os atos acontecem em todo o país e em Teresina a manifestação terá concentração na frente da Assembleia Legislativa, a partir das 8h da manhã. Também estarão presentes representantes de partidos políticos, movimentos sociais e populares, centrais sindicais, associações, etc.

Neste ano o tema do Grito dos Excluídos que está em sua 28ª edição é ‘Brasil: 200 anos de Independência. Para quem?’ O coordenador do Fórum Regional de Pastorais Sociais, Hidelbrando Pires, destacou a questão da fome, que viola a dignidade humana, como sendo uma das mais urgentes e ameaçadoras neste ano de 2022:

Esse ano temos um cenário bem mais complexo na realidade nacional. Tempo de campanhas eleitorais acirradas e o retrato de um Brasil que voltou ao mapa da fome, a maior manifestação da desigualdade social e econômica. Este ano somos convidados a gritar com mais intensidade, principalmente, por políticas públicas que priorizem a segurança alimentar dos brasileiros.

Ainda de acordo com Hidelbrando, a sociedade como um todo precisa assumir um compromisso de responsabilidade social com a manutenção da dignidade humana e a garantia de direitos, cidadania e justiça:

Não se trata apenas de um momento de denúncia, mas de reflexão e busca de um caminho de esperança. Não haverá soberania nacional com projetos que intensifiquem as injustiças sociais. O Grito dos Excluídos se torna um grito pela justiça e cabe à sociedade, inclusive à Igreja, ouvir os clamores, as dores, os lamentos e as dificuldades de todos.