O Conselho Gestor do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) aprovou 3 projetos sociais, de entidades sem fins lucrativos do Piauí, para receberem os recursos provenientes do Fundo. Os projetos aprovados atendem os requisitos constantes no edital e estão em sintonia com os objetivo geral e específicos da Campanha da Fraternidade 2023, cujo tema foi ‘Fraternidade e Fome’ e lema ‘Dai-lhes vós mesmos de comer’ (Mt 14,16).

A ASEP desenvolve o cultivo de hortaliças, de forma sustentável, e procura envolver crianças e adolescentes, despertando a consciência ambiental, contribuindo com a qualidade nutricional e segurança alimentar.
A ASESP desenvolve o cultivo de hortaliças, de forma sustentável, e procura envolver crianças e adolescentes nas atividades, despertando a consciência ambiental e contribuindo com a qualidade nutricional e segurança alimentar das famílias beneficiadas.

Um dos projetos aprovados foi o ‘Evangelizar é Cuidar’, da Ação Social Esperantinense (ASESP), de Esperantina-PI, que vai receber do Fundo o valor de R$ 30 mil. Fundado em 09 de abril de 1980, o projeto visa desenvolver atividades em prol dos direitos sociais de crianças e adolescentes e famílias em situação de vulnerabilidade social, de forma interdisciplinar.

“O projeto desenvolve diversas ações como reforço escolar, música, arrecadação e distribuição de cestas básicas, cultivo de hortaliças e outras atividades, sempre tendo como público-alvo crianças, adolescentes e famílias que enfrentam o drama da insegurança alimentar e da vulnerabilidade social de uma forma geral”, destacou o padre Jeremias de Oliveira Lima, pároco da paróquia de Nossa Senhora da Boa Esperança e presidente do projeto.

Ainda de acordo com o presidente, cerca de 250 crianças e adolescentes são atendidos diretamente com os serviços ofertados pela ASESP. Ele explica que a estrutura do projeto também beneficia toda a população esperantinense apoiando diversas atividades de cunho comunitário: “Temos buscado no dia a dia fortalecer as parcerias que são de suma importância para a nossa sustentação com a captação de recursos através de projetos, como este, que foi aprovado pelo Fundo Nacional de Solidariedade, para darmos continuidade a nossa missão”, completou.

Juntos, os valores aprovados para os 3 projetos somam um total de R$ 104 mil, que serão destinados para o enfrentamento da insegurança alimentar, geração de emprego e renda e ação sociotranformadora no Piauí. A próxima e última reunião do Conselho Gestor será realizada no dia 29 de setembro. As entidades que queiram cadastrar novos projetos deverão apresentar seus pedidos, através do site do FNS, no período de 5 de agosto a 11 de setembro, até às 17h.