O Conselho Gestor do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) teve sua primeira reunião de avaliação de projetos neste mês de junho e aprovou 1 projeto do Regional Nordeste 4 para acessar recursos oriundos da Coleta Nacional de Solidariedade, gesto concreto da Campanha da Fraternidade 2024.

Trata-se do Projeto ‘Mulheres em Ação, costurando sua história’, da Cáritas Diocesana de Parnaíba que vai receber R$30.011,77 do Fundo. Ao todo, 42 projetos em todo o Brasil foram beneficiados nesta primeira reunião. Os 42 projetos aprovados receberão, no total, R$ 1.205.234,37 para realização das atividades propostas.

Fraternidade e amizade social

A cada ano, a CNBB relaciona os projetos apoiados pelo Fundo Nacional de Solidariedade à temática da Campanha da Fraternidade vigente. Neste ano, tendo a campanha refletido sobre o tema “Fraternidade e Amizade Social”, o objetivo foi selecionar e apoiar projetos que contribuam para “despertar para o valor e a beleza da fraternidade humana, promovendo e fortalecendo os vínculos da amizade social, para que, em Jesus Cristo, a paz seja realidade entre todas as pessoas e povos” (Objetivo Geral da CF 2024).

edital do Fundo Nacional de Solidariedade define três eixos para a distribuição de recursos. Neste ano, o Eixo 1 está voltado para projetos de reconstrução do tecido social através de iniciativas de comunhão, reconciliação e fraternidade, capazes de estimular a cultura do encontro. Na primeira reunião, 16 projetos com essa proposta foram contemplados.

O Eixo 2 atenderá projetos de apoio e integração social de migrantes, refugiados e povos tradicionais. Dentre as iniciativas avaliadas, 7 foram aprovadas para este eixo.

Já o Eixo 3 é voltado para projetos de socorro emergencial aos mais vulneráveis da sociedade e de promoção e geração de emprego e renda. Na primeira avaliação, o Conselho Gestor escolheu 19 projetos deste eixo.